Piscina: a hora é agora!

Escolha a opção correta!

Com as temperaturas mais altas, se temos espaço e podemos construir uma piscina para aproveitar os melhores momentos com nossa família em volta dessa delícia, sempre é tempo de planejar e iniciar essa obra.


 

São diversas as opções de técnicas e acabamentos para construir piscinas mas, para todas elas, existem detalhes importantes que devemos observar, como por exemplo a sondagem da área escolhida para a implantação, para confirmar a existência de obstáculos durante a escavação como uma plataforma de rochas, um solo argiloso ou mesmo um lençol freático que impossibilitaria sua execução no prazo estimado. A profundidade da piscina é o fator determinante nesta questão.

A rede de água e de esgoto do local também devem ser observados para evitar possíveis conflitos durante a escavação.


E a casa de máquinas, que sempre deve estar próxima à piscina e que tenha fácil acesso.

Sobre os tipos de piscinas, as mais utilizadas são as mencionadas abaixo:

Concreto Armado
Considerada uma das mais seguras e de maior durabilidade (aproximadamente 30 anos), pode ser feita em qualquer formato e aceita qualquer tipo de revestimento, de azulejos à tinta epóxi.
O prazo para execução do projeto é de cerca de 4 meses (o mais demorado entre as demais opções) e, na finalização da forma interna e na impermeabilização, alguns testes devem ser realizados para detectar possíveis vazamentos já que, se verificados após a construção, os custos para conserto serão extremamente elevados.

Fibra de Vidro
Essa é a opção mais econômica e de rápida instalação por ser pré-fabricada e de fácil manutenção.
Quando já não estão prontas em vários formatos e tamanhos, o prazo de fabricação de uma piscina de médio porte é de 15 dias e a durabilidade dela é de aproximadamente 10 anos.
Os principais problemas apresentados por esse tipo de piscina após os 10 anos são: a descoloração na cor do tanque (geralmente de cor azul) devido às ações do tempo e de produtos químicos e o aparecimento de bolhas devido ao excesso de cloro na água ou má formação na moldagem do tanque de fibra.

Alvenaria
Essa é a opção de melhor custo x benefício.
Sua construção utiliza técnicas mista de alvenaria e concreto em duas versões: argamassa armada e alvenaria estrutural e ambas são executadas em laje de concreto, podendo receber qualquer revestimento, como a piscina de concreto.
O processo de execução leva aproximadamente 40 dias e a durabilidade é entre 15 e 20 anos.

Na Argamassa Armada, as paredes são erguidas com tijolos, reboco (cimento, areia e cal) e fibras sintéticas. A pedra é totalmente dispensada neste tipo de técnica. Apresenta-se como uma estrutura bastante maleável, diminuindo sensivelmente a ocorrência de fissuras na impermeabilização ou rachaduras indesejáveis.

Na Alvenaria Estrutural, as paredes são erguidas com blocos de concreto, que posteriormente serão preenchidos com concreto e ferragens. Compondo uma estrutura formada de pilaretes travados com cintas de amarração, calculados de acordo com a profundidade da piscina. O tamanho desta, está vinculado ao tamanho do bloco de concreto utilizado, sendo este o módulo que definirá as dimensões da piscina (largura, comprimento e profundidade).
Esta técnica construtiva poderá apresentar problemas quando for executada sem uma sondagem do solo e sem cálculo estrutural.


Vinil
Feita de manta rígida de PVC (plástico resistente)de 0,6mm em forma de bolsa pré-fabricada, que apenas reveste a piscina, passou a ser utilizada como solução para os vazamentos nas psicinas de concreto ou alvenaria

A estrutura é executada em alvenaria estrutural, podendo ser até mesmo revestida com painéis de aço, que favorece a aderência do vinil.

Apresenta custo relativamente baixo quando comparada as demais, com a vantagem de rápida execução, aproximadamente quinze dias.

Assim como a piscina de fibra de vidro, o vinil também apresenta a desvantagem da descoloração, que foi amenizada através de inibidores de ultravioleta incorporados ao material nos últimos anos e pelos produtos de limpeza produzidos com menor quantidade de cloro. Os reparos no vinil são feitos com cola à base de PVC.

Esta é mais um dica do Portal WebReforma para você.

Acesse nosso Portal e encontre EngenheirosFabricantes de Piscinas e muito mais.

Fonte: Reprodução

COMPARTILHE:

Melhor uso dos ventiladore...

Oferecimento:

Tire manchas de frutas

Oferecimento:

Voltar