Cerca elétrica ou concertinas? Utilize a proteção correta. 

Quando o assunto é a segurança do condomínio, uma das principais preocupações deve ser proteger o perímetro de invasões. As cercas eletrificadas e as concertinas são os equipamentos muito utilizados nesses casos. Ambos funcionam como barreiras físicas, sendo que a concertina (nome comercial da proteção perimetral perfurante fabricada em aço especial) tem um visual mais agressivo. Já a cerca elétrica causa menor impacto visual e age também psicologicamente sobre o invasor.


Para áreas urbanas e locais mais vulneráreis a melhor proposta é a cerca elétrica, já que esse equipamento deve ser colocado em muros com altura mínima de 2,20 m. Na zona rural, provida de estruturas com altura média à alta (acima de 3 metros) e com baixa vulnerabilidade, o mais indicado é a concertina.



Barreira com concertinas

A cerca elétrica pode ser instalada com várias configurações, com dois, quatro, seis ou oito fios, e até mesmo em parceria com a concertina. Tudo depende da análise de riscos do local, realizada por um consultor de segurança. Segundo os especialistas, a instalação é fundamental para um bom resultado, pois cada fio deve ser único, sem emendas. Hoje, empresas sérias de segurança eletrônica têm recursos que minimizam o falso alarme, acarretado pelas más instalações.

Fotos: Karina Kozinski Galeazzi e Reprodução

Alguns mitos sobre as cercas elétricas devem ser esclarecidos. Não procede a informação que um tapete de borracha sobre a barreira anula seus efeitos, por exemplo. Uma cerca bem instalada, dentro dos padrões e bem aterrada é muito difícil de ser transposta, garantem os especialistas.

Esta é mais um dica do Portal WebReforma para deixar sua casa mais segura.

Acesse nosso Portal e encontre empresas e profissionais de Segurança e muito mais.

COMPARTILHE:

Proteja seu lar

Oferecimento:

Previna-se contra incêndio

Oferecimento:

Voltar