Quarto compartilhado: Soluções para dois

Decorar o ambiente que vai acomodar dois irmãos não é um bicho de sete cabeças, como parece. O principal é fazer uma decoração alegre, bem-humorada e criativa

 

Não é todo mundo que pode se dar ao luxo de ter um quarto para cada filho. É por isso que, normalmente, os irmãos acabam dividindo o mesmo cômodo, o qual serve, além de dormir, para brincar e estudar. Neste caso, é muito legal desde pequeno ensinar às crianças a importância de respeitar o espaço do outro, e que o quarto é dos dois. Para as mamães e papais que buscam inspirações, o Portal WebReforma apresenta algumas dicas úteis na hora de montar um quarto compartilhado.

 

 

É interessante quando os pais se preocupam em imprimir a identidade dos filhos no ambiente e garantir que cada um tenha o seu próprio espaço. Muitas vezes, há uma diferença de idade grande entre as crianças. Outras, talvez os próprios interesses e gostos de cada irmão se mostrem totalmente divergentes: um é mais esportista, já o outro prefere artes; um gosta de azul, o outro, de amarelo; um guarda muita coisa, o outro não gosta de acumular nada. Tente fazer com que as crianças tenham cada um o seu espaço. Para isso, vale sempre levar em consideração o gosto de cada uma e chegar a um consenso.

 



      

 

Uma dica é trabalhar com bases neutras. Cores discretas para as paredes e para o piso. Já nos móveis, pode-se manter a neutralidade (branco, preto, cinza ou madeira crua) ou optar por cores fortes (a menina escolhe vermelho, o menino azul). No caso das tonalidades mais marcantes, elas mesmas podem dar a personalidade que cada um precisa para o seu espaço. No caso dos tons neutros, detalhes e acessórios vivos podem ser o diferencial: colchas, almofadas, quadros, etc. Porém, antes de pensar em tudo isso, é preciso considerar o tamanho do ambiente. Em quartos grandes, as camas podem ser dispostas em L. Nos ambientes menores, dependendo da altura do forro, beliches podem ajudar a ampliar a área.

 



     

 

Outra ideia é dividir o quarto com uma cortina, um biombo, uma estante ou uma divisória. Até mesmo utilizar o próprio formato do quarto para isso (alguns cômodos possuem entradas e saletas). Em muitos casos, um pequeno móvel ou a própria cama já faz o trabalho de “repartir” o quarto. E quando nada disso é possível ou os irmãos concordam nas cores mais admiradas, um simples nome em cima de cada cama é uma solução super prática.

 



   

Fotos: Reprodução

 

Independente da alternativa que caiba melhor para o seu caso, dividir um quarto precisa ser encarado como algo bom, que ensina grandes valores às crianças e adolescentes. Aprender a dividir e fazer decisões juntos é maravilhoso!

Gostou dessa dica e quer transformar esse quarto agora? Acesse o Portal WebReforma e encontre profissionais qualificados para executar o seu projeto de quarto compartilhado. São marceneiros, pintores, arquitetos, designers de interiores, entre outros.

 

 

COMPARTILHE:

Interruptores decorados

Oferecimento:

Bebês em segurança

Oferecimento:

Brinquedos x Pouco Espaço

Oferecimento:

Z3 Arquitetura + Gerenciamento Styllo Designer Marcenaria e Laqueação Clinica DECORação

Voltar